Insatisfação no trabalho: culpa é minha ou da empresa?

Falta de concentração e de foco, produção reduzida e distração são algumas das características dos profissionais insatisfeitos.

 

Porém, nem sempre as causas do descontentamento são externas. Em alguns casos, a fonte da insatisfação, desânimo, desmotivação ou das reclamações constantes pode estar na maneira como o profissional se relaciona com o trabalho ou com a própria vida, mas é muito comum o profissional transferir a culpa do problema para a empresa.

 

Sabemos que nem sempre a insatisfação está relacionada com as atividades realizadas, a profissão escolhida ou o ambiente coorporativo. Às vezes, o trabalho é apenas uma válvula de escape, porque a pessoa está passando por algum momento difícil na sua vida e esta insatisfeita de modo geral.

 

Veja abaixo alguns sinais que podem indicar que você esta insatisfeito no trabalho:

– Procrastinação;

– Falta de atenção e foco;

– Erros recorrentes;

– Não cumpre prazos;

– Ausência de cooperação no trabalho;

– Diminuição da comunicação com colegas;

– Desânimo;

– Baixa produtividade e desempenho;

– A rotina do trabalho tornou-se um sacrifício;

– Irritabilidade, mudança de humor;

– Pede folgas ou falta trabalho com freqüência;

– Inicia o dia de trabalho pensando na hora de ir embora;

– Falta de atitude;

– Faz o básico e nada além disso…

 

A cura de Deus para o insatisfeito - Blog Cristão do PCamaral

 

Estes são alguns sinais de alerta, se você se identificou e apresenta a maioria destas características saiba que uma das melhores maneiras de identificar se o problema vem de algo interno ou se o problema é mesmo com a empresa consiste no autoconhecimento.

Realizar uma reflexão, autoavaliação sobre sua vida pessoal e profissional tornam-se importantes neste momento e podem ajudar a descobrir.

 

Porém, independente das causas e da origem do problema, todo profissional deve ser protagonista e resolver seus conflitos e insatisfações, sejam eles internos ou externos. Normalmente as pessoas que se colocam no lugar de vítimas, reclamam e direcionam a culpa ao outro, à empresa, em algo externo a ela. Diferente do protagonista.

 

Se este está com alguma insatisfação, toma as rédeas da sua vida e carreira, ou seja, toma decisões e promove mudanças por conta própria.

 

Sabemos que não é tão simples assim tomar decisões e promover mudanças, porém empurrar o problema com a barriga é pior ainda e as conseqüências podem ser devastadoras para você e para a empresa.

 

Portanto, seja protagonista!!! Identifique as causas deste descontentamento e faça alguma coisa para melhorar.

 

Mexa-se!!! Se identificar que está passando por algum problema pessoal ou de ordem profissional que está interferindo no seu desempenho na empresa, procure resolver imediatamente.

 

Converse com o seu gestor, explique o que está acontecendo, peça ajuda, pois se ele não souber o que se passa, pensará que é falta de comprometimento seu e, na pior das hipóteses, isso pode gerar um desligamento.

 

Espero que estas considerações possam lhe ajudar!!!

 

Até mais!

Criado em: segunda, 01 de agosto de 2022

modificado em : quinta, 04 de agosto de 2022

Você também pode gostar de:

Ver todas as publicações

Como atrair os “talentos”? Essa é a melhor forma!

  • Recrutamento e Seleção
  • Colaborador
  • Empresas
quinta, 01 de setembro de 2022

A experiência do seu cliente é “uaaaauuuu”?

  • Experiência do Cliente
  • Empresas
quinta, 11 de agosto de 2022

3 Dicas para você se tornar um Líder melhor!

  • Líder
  • Treinamentos
quinta, 04 de agosto de 2022

Assine nossa Newsletter e receba sempre em primeira mão as novidades da Grokker.